Conheça a diferença entre rentabilidade e lucratividade

Rentabilidade e lucratividade são dois conceitos muito importantes para a gestão de uma empresa, normalmente tidos como sinônimos. A verdade é que eles significam coisas diferentes e é essencial que sejam corretamente distinguidos para que, no trabalho de administração, não se crie uma imagem falsa da situação do seu negócio.

 

Assim, para entendermos com clareza a diferença entre rentabilidade e lucratividade, vamos trabalhar com um exemplo. Por meio de uma ilustração próxima da realidade dos empreendedores, fica mais fácil compreender a definição de cada um dos conceitos e a relevância de conhecê-los. Vamos lá?

Rentabilidade e lucratividade: um exemplo concreto

A nossa história-exemplo se passa em uma cozinha industrial que fornece refeições para empresas da região em que ela está localizada. Desde que foi inaugurada, embora tenha crescido em todos os aspectos (quantidade de funcionários, clientes, marmitas vendidas, volume de faturamento e espaço físico), a rotina de produção continua exatamente a mesma.

 

Diariamente, a equipe da cozinha prepara a comida e, logo que ela está pronta, os mesmos profissionais enchem as marmitas e as fecham manualmente. Em seguida, elas são organizadas em caixas térmicas conforme a quantidade para cada cliente. As caixas são acomodadas no compartimento de cargas dos veículos e levadas até o destino.

 

O problema é que essa empresa já estava no limite da produção dentro da sua capacidade financeira. Ou seja, contratar mais colaboradores aumentaria os gastos de uma maneira que demoraria para compensar com o aumento de clientes. Para piorar, a equipe atual já se sentia sobrecarregada e, como consequência, desmotivada. Então, algo precisava ser feito.

 

Ao pesquisar, o dono da cozinha industrial encontrou uma máquina capaz de tapar as marmitas, levá-las por meio de uma esteira até as caixas e depois aos veículos de entrega. Isso promoveria um aumento significativo de produção, redução de tempo dos processos e, em médio prazo, o investimento poderia ser pago, sem necessitar de novas contratações.

 

Pois a máquina foi, enfim, comprada por R$ 50 mil e, diante desse investimento, foi preciso refazer as contas para saber como andava a lucratividade e como se comportou a rentabilidade da empresa diante da nova infraestrutura.

 

Com um processo mais moderno, a empresa reajustou o valor das marmitas e, desde então, elas passaram a custar R$ 15 cada. Desse valor, aproximadamente R$ 8 eram destinados ao pagamento de salários, taxas, impostos e demais custos e despesas do negócio. Assim, o lucro líquido por refeição era de R$ 7. 

 

Mensalmente, a cozinha industrial vendia 1 mil refeições. Tendo essas informações, já podemos calcular a lucratividade mensal com base na seguinte fórmula:

 

Lucratividade = (lucro líquido / receita bruta) x 100

 

O que, para a cozinha industrial, corresponderia a:

Lucro líquido = R$ 7. Em um mês de 20 dias úteis, vendendo 1 mil refeições diárias, R$ 140 mil.

Receita bruta = R$ 15. Em um mês de 20 dias úteis, vendendo 1 mil refeições diárias, R$ 300 mil.

 

Lucratividade = (140.000 / 300.000) x 100

Lucratividade = 46,6%

 

Com esse resultado, o dono dessa cozinha industrial ficou satisfeito porque viu que houve um leve aumento na sua lucratividade. Entretanto, a dúvida maior era para saber a rentabilidade. Ela é diferente porque se trata de uma conta feita sobre um investimento realizado, no caso, a nova máquina para tapar as marmitas. 

 

Com o cálculo da rentabilidade, ele passa a ter a capacidade de saber qual foi o retorno proporcionado pelo novo equipamento. É como um investimento financeiro: a rentabilidade só compensa quando o rendimento é superior à inflação. Caso contrário, a aplicação está fazendo você perder dinheiro. Mas, falando da cozinha industrial, será que o investimento compensou? Vejamos!

 

Para conhecer a rentabilidade, é preciso saber o lucro líquido das marmitas. Como vimos, esse valor é de R$ 7 por unidade. A fórmula final, entretanto, muda um pouco:

 

Rentabilidade = (lucro líquido / investimento) x 100

 

Considerando que a máquina custou, como vimos, R$ 50 mil, e o lucro em um mês é de R$ 140 mil, a conta fica assim:

 

Rentabilidade = (140.000 / 50.000) x 100

Rentabilidade = 280%

 

Olha que resultado ótimo! A compra do maquinário foi excelente para os negócios da cozinha industrial. Ela se provou um investimento importante, capaz de impulsionar a lucratividade (que se mostrou positiva) com uma rentabilidade incrível.

 

O que tiramos dessa lição, portanto?

 

  • A lucratividade mede quanto um negócio ganhou (lucro líquido) em relação ao que recebeu (renda bruta). Afinal, você sabe, nem todo o dinheiro que entra na empresa é lucro. Saber quanto desse valor efetivamente foi destinado ao seu negócio é fundamental para direcionar as estratégias, pensar em melhorias e manter o que está dando certo.
  • A rentabilidade, por sua vez, calcula o quanto você está ganhando sobre um investimento realizado. Ele pode ser calculado sobre um maquinário novo (como do nosso exemplo), sobre uma ação de marketing para a venda de um produto, sobre um investimento em expansão de infraestrutura, contratação de funcionários ou mesmo sobre a abertura de um novo negócio. Afinal, valeu o investimento para abrir a nova empresa?
  • Por fim, verificamos a importância de conhecer e calcular corretamente cada conceito. Imagine só ter a impressão de que você está lucrando quando, na verdade, sua renda nem chega a pagar os investimentos! Ou você achar que o investimento está se pagando quando, na realidade, o rendimento mostra ao contrário.

 

Pode até parecer um detalhe, mas o conhecimento dos conceitos que envolvem a administração de um negócio é essencial para você tomar as melhores decisões, ter entendimento pleno da situação da sua empresa e ainda planejar os investimentos com segurança.

Como uma contabilidade pode auxiliar nesses resultados

Como vimos, o lucro líquido entra nas contas da rentabilidade e lucratividade. E para lucrar mais, seus custos e despesas precisam ser reduzidos. Neste aspecto, uma contabilidade pode auxiliar o seu negócio. Por meio de uma correta assessoria contábil, é possível rever o regime tributário, planejar melhor o pagamento de impostos e evitar pendências legais que onerem seu orçamento.

 

Especialmente se você está começando um novo negócio, ter a assistência de uma contabilidade estratégica é fundamental para garantir uma rentabilidade qualificada. Nesse sentido, a Kontisa pode ajudar você. Ao expandir a sua empresa, reestruturar o seu negócio, planejar novos rumos ou mesmo recalcular sua lucratividade, conte conosco!

 

Juntos, podemos verificar a melhor maneira de melhorar seus resultados. Entre em contato com a gente ou deixe o seu comentário no espaço abaixo para encontrarmos as melhores soluções para o seu negócio. 

 

E caso a sua necessidade esteja conectada a um novo empreendimento, temos um e-book que pode ser bastante útil. É só clicar na imagem abaixo e fazer o download gratuito!

 

[CTA E-BOOK]